27.9.07

Sábado!

No Sábado vou/vamos estar aqui e vou/vamos dormir ao Paraíso! =)



e se querem saber..."Nunca mais é Sábado!"

25.9.07

A Fada




Conta a mãe que quando era pequenina fugia das aulas e dos testes para ir aos ensaios das peças da escola que não eram do ano dela.
Sei que foi fazendo de tudo o que "metia palco" até a conhecer,... num palco...

Fizemos o curso de teatro juntas, fizemos uma peça, depois outro curso e outra peça... Nessa juntamo-nos como cola com as outras duas e nunca mais nos separámos.. Nessa peça era sempre dela que todos falavam. Era a "menina das cuecas na cabeça"... era a que rolava pelas escadas abaixo, que se atirava do palco, que voava... esta paixão às tábuas estava no sangue e nem todas as nódoas negras, nem o ombro em ferida a paravam.
Era um orgulho quando me diziam: "Olha que aquela miuda das cuecas na cabeça...aquela que faz de professora, a do "Fixem o ponto!", é brutal!". Eu respondia: "Eu sei, é a Fabi, é minha AMIGA!" =D
Depois disso ela foi seguindo...workshops, cursos, castings, a licenciatura com os Especiais dela, o trabalho em produção, o programa para o AXN...Nunca parou, nunca desistiu!

Dizem que quando se tenta 3 vezes, a terceira vez é a última... Não sei se é sempre assim, mas no caso aplica-se!
A Fabi tentou 2 vezes entrar no Conservatório de Teatro... dessas duas vezes não conseguiu... da ultima dessas 2 vezes, há precisamente um ano, não me pareceu que tivesse sido uma derrota, antes uma hipótese de preparação para que este ano fosse O ANO. Foi! Entrou... Vai voltar à escola, vai tirar outra licenciatura, mas a diferença, é que esta é aquela que era para ser desde o início e, "quem corre por gosto não cansa"!

Eu estou a explodir de Orgulho pela minha AMIGA que tem uma Força e uma Coragem de arrepiar.
Porque mereces isto e os palcos todos do Planeta, porque já és algo em potência, porque só te falta aprender a direccionar tudo o que tens dentro, e porque nunca pus em causa que ías conseguir! =)

(Isto é tão verdade, que tenho este post escrito desde a véspera do dia em que era suposto terem saído os resultados. Os definitivos só saíram hoje, por isso HOJE a Fabi é aluna do Conservatório Nacional em Teatro!)

PARABÉNS Mana!!!

21.9.07

Fragilidades

Ontem foi por vocês... porque precisava de estar "em casa", de ser eu e de saber que estou viva.
Ontem foi bom só pensar "em acordar a meio da noite a precisar de um regaço" e ter-lo se pedisse porque estavam todos (quase) ali...
Crescemos muito...quase 7 anos... é uma vida... e eu gosto de estar assim meia "casada" connosco!
Obrigada!!! Muito muito obrigada!


Fragilidade


Talvez pudesse o tempo parar
Quando tudo em nós se precipita
Quando a vida nos desgarra os sentidos
E não espera, ai quem dera

Houvesse um canto para se ficar
Longe da guerra feroz que nos domina
Se o amor fosse como um lugar a salvo
Sem medos, sem fragilidade
Tão bom pudesse o tempo parar
E voltar-se a preencher o vazio
É tão duro aprender que na vida
Nada se repete, nada se promete
E é tudo tão fugaz e tão breve

Tão bom pudesse o tempo parar
E encharcar-me de azul e de longe
Acalmar a raiva aflita da vertigem
Sentir o teu braço e poder ficar

E é tudo tão fugaz e tão breve
Como os reflexos da lua no rio
Tudo aquilo que se agarra e já fugiu
É tudo tão fugaz e tão breve

(Mafalda Veiga)

(sei que é da Nekas, mas ontem foi minha um bocadinho...porque como disseste em palco "Às vezes a Fragilidade é a nossa maior força)...(suspiro)...

20.9.07

13.9.07

Hamlet




HAMLET

Sala Principal

13 de Setembro a 21 de Outubro
4ª a sáb. às 21H30 | dom. às 17H00
M/12


Um príncipe decide vingar a morte de seu pai, assassinado pelo tio que toma a viúva como esposa e o trono como herança. E as mortes sucedem-se...
Hamlet é a essência do teatro porque o próprio Hamlet é o teatro em estado incandescente. Hamlet, mais do que personagem, é actor. Representa. Em cada momento da acção. Como todos em Hamlet representam. Os bastidores da vida são os bastidores do palco a um ponto tal que o palco se transforma nos bastidores da existência. Mais ainda: o interior de cada personagem é também ele um palco onde (se) jogam (representam) e misturam as paixões e as virtudes, os sentidos contraditórios da vida, feita de tudo o que faz com que o humano seja humano e não divino. Há um Hamlet que representa dentro de cada homem e cada homem é um rosto (uma máscara?) de Hamlet. É por isso que os Hamlets são tantos quantos os homens que o vêem, o estudam e o representam.
Who’s there? Hamlet…

Espectáculo comemorativo dos 50 anos de Carreira de João Mota e dos 35 anos da Comuna.


tradução Sophia de Mello Breyner Andresen
adaptação e dramaturgia João Maria André
encenação João Mota | cenografia José Manuel Castanheira
figurinos Carlos Paulo | música José Pedro Caiado


interpretação Albano Jerónimo, Alexandre Lopes, Ana Lúcia Palminha, Carlos Paulo, Diogo Infante, Frédéric Pires, Gonçalo Ruivo, Hugo Franco, João Ricardo, João Tempera, José Pedro Caiado, Jorge Andrade, Miguel Sermão, Natália Luíza e Raúl Oliveira
execução musical Hugo Franco e José Pedro Caiado
desenho de luz João Mota e Zé Rui
co-produção Comuna Teatro de Pesquisa e Teatro Maria Matos


Fui ontem ao ensaio aberto. Vale a pena... são bons, dinâmicos, a encenação lindissima, não apetece que acabe... Eu repito, quem alinha?

10.9.07

Rescaldo

Quanto a estes dias no Brasil...
OBRIGADA
OBRIGADA
OBRIGADA
OBRIGADA
OBRIGADA
Foi...
MARAVILHOSO
MAGNIFICO
GRANDE
ENORME
LINDO
PERFEITO
Cheia de
AMIGOS
MANA
PRIMOS
ABRAÇOS
SORRISOS
PRESENTES
PÃO DE QUEIJO
MANDIOQUINHA
NOITES LONGAS
GARGALHADAS
PISCINA
TEMPO
ESTRELAS
SOL
CALOR
CONHECIMENTO...

Por tudo isto repito: OBRIGADA! OBRIGADA! OBRIGADA!