30.12.05

Diz que vem aí um...

e que é novinho em folha!!!

(Ainda no jantar da M. o F. propôs à mesa que cada pessoa fizesse um balanço dos high and low points do ano... Sem hesitaçao o meu High foi Erasmus o meu low ainda é recente e ainda dói e por isso nao digo... mas o especial é que todos tínhamos muitas coisas boas e lembrar-nos das más é que era difícil! Assim, venha outro novinho de coisas boas e com poucas menos boas! =D)

27.12.05

SMS

Yesterday:

You: "I remember everything. I never forget a thing"
I: " Everything is too much. The important thing is for you to remember me, ok?"
You: "That is impossible. How can i? I bring you inside me..."

And now i wonder... what am i doing here? =/

24.12.05

Os anos da M.!


Há momentos mágicos… São mágicos não pelo que se vê, mas por aquilo que se sente… Ontem foi magico… Foi uma noite cheia… de gargalhadas, abraços, beijinhos, música em karaoke ou dançada…
Ontem a M. fez anos e todos os anos estamos lá porque faz parte, é aquela noite antes do Natal em que aproveitamos para esquecer tudo, entregarmo-nos ao sorriso que ela deita a quem passa, aos gestos “2 minutos no forno”, às surpresas da R. que este ano se superou e pôs toda a sala a suspirar e a dizer “Olha nós; olha eu!”! É uma noite de estar presente, de irmos todos: os melhores amigos e os que só conhecemos de vista, claro está, do jantar do ano passado, para onde der para ir… a noite não apetece acabar, apetece só ir… cantar e dançar em cima do balcão, no chão, com microfone, sem microfone… o frio é um mal menor e a M. nunca tem frio!
Há sempre aqueles momentos só nossos em que as G.B. são sozinhas, genuínas, em que fazemos brindes e tiramos fotos estranhas porque nós somos estranhas, em que cantamos alto e bom som o “Rudolfo do nariz BERMELHO, tem um chapéu AZULE” que a M. traduziu à letra e nem pensamos que há mais 40 pessoas na sala! Pedimos o “amor de água fresca” e pomos um bar inteiro a cantar… os olhares cúmplices, os abraços espontâneos, o que vier…
E o melhor de tudo é chegar a casa a rebentar de tão cheia por noites que ficam tão guardadas dentro,… o melhor de tudo é saber que é real e ainda melhor é saber que tão certo como o Natal, são os anos da M. no ano que vem!!!! =)

22.12.05

Uma outra Jana


Esta menina chama-se Jana e é da Ucrânia. Esta fotografia ganhou o prémio da Unicef e o fotógrafo chama-se David Gillanders. Estava no blog da Pipa e lembrei-me que eu podia ser ela... e nesta época dói sempre mais pensar que há gente que sofre, que está sozinha,...
Eu vou pedir de desejo de Natal uma Jana melhor (eu) para poder ajudar esta Jana e outras tantas que estao espalhadas pelo Mundo!

9.12.05

Night...


"The moon shines bright. In such a night as this, when the sweet wind gently kisses the trees and they make no noise... In such a night!"

("O mercador de Veneza"- Shakespear")

2.12.05

Agarrei

“Agarrei a vida com ambas as mãos para ver se ela estava lá!” (Emily Dickinson)

... e que efémera ela é...

27.11.05

Lei Anti-Gravidade!

"Creio que a soma total da energia da Humanindade nao se destina a derrubar-nos, mas sim a levantar-nos, e esse é o resultado do trabalho da lei do amor. O facto da Humanidade persistir, mostra que a força da coesao é maior do que a força da destruiçao."

(Gandhi)

15.11.05

Falta...

... de inspiraçao, de vontade, de cabeça... nao necessariamente por esta ordem...

9.11.05

4.11.05

Waltz

"If you don't have a song
To sing you're okay
You know how to get along
Humming
Hummm

If you don't have a date
Celebrate!
Go out and sit on the lawn
And do nothing
Cause it's just what you must do
Nobody does it anymore

I don't belive on a wasting of time
And i don't belive i'm wasting mine"


Isto é porque estou feliz e porque ontem alguém lindo me ofereceu o cd da minha Fiona(OBRIGADA)! E porque é 6ª feira, e porque está Sol, e porque é assim! =)

29.10.05

Pensamento de Psicologia aplicado à informática...

(foto de Rui Elias)

“Jogos de Vídeo não influenciam as crianças. O que quer dizer que se o Pac-man tivesse influenciado a nossa geração, estaríamos todos aos saltinhos em salas escuras, a mastigar pastilhas mágicas e a ouvir músicas electrónicas repetitivas”
(Kristian Wilson, Nintendo inc,1989)

... Poucos anos depois apareceram as festas rave, a música techno e o ecstasy...

25.10.05

Finalmente!

Primeiro foi o saber que havia e querer... Gostava de tudo: cada passo, cada ideia, cada conhecimento...
Depois foi o fazer o curriculo e mandar, ir entregar, preencher papeis, marcar entrevistas... desmarcadas e remarcadas... Nunca era dia até que um dia foi...
Veio a conversa do susto: "Sabe, nunca pensei ter tanta gente. Nao pensei que teria tanta divulgaçao. É a primeira e quero que seja perfeita e para isso só posso escolher os melhores dos melhores. Tem vindo muita gente, de todas as áreas, de todos os sítios..., nao sei..., vamos ver..."
As dores de barriga até ao tao esperado "SIM!!!!"!

E hoje lá estava na Baixa às 18:30... sentada! Os melhores "somos" 33... Vai ser difícil, mas eu vou ADORAR!!!! =)

20.10.05

O Tao do Pooh =)



"- Quando acordas de manha, Pooh,- disse finalmente o Leitao- qual é a primeira coisa que dizes a ti próprio?
- O que é o pequeno-almoço?- disse o Pooh.- O que é que tu dizes Leitao?
- Eu digo, o que é que será que vai acontecer de excitante hoje?- disse o Leitao.
O Pooh disse que sim com a cabeça, pensativamente.
- É a mesma coisa- disse ele."

(in "O Tao do Pooh")

11.10.05

Sunshine of your/our love

Nunca mais pensei nisso... ficou uma marca mas boa... Mas quando acordei hoje lembrei-me...Revivi...2 anos depois...e estranhamente foi bom...

"It's getting near dawn
When lights close their tired eyes.
I'll soon be with you my love,
To give you my dawn surprise.
I'll be with you darling soon,
I'll be with you when the stars start falling.

I've been waiting so long
To be where i'm going
In the sunshine of your love.

I'm with you my love,
The light's shinning through on you.
Yes, I'm with you my love,
It's the morning and just we two.
I'll stay with you darling
I'll stay with you darling now
I'll stay with you till my seeds are all dried up.

I've been waiting so long
To be where i'm going
In the sunshine of your love.

I'm with you my love
The light's shinin through on you
Yes, i'm with you my love
It's the morning and just we two
I'll stay with you darling now
I'll stay with you till my seed are all dried up

I've been waiting so long
I've been waiting so long
I've been waiting so long
To be where i'm going
In the sunshine of your love."

10.10.05

Tu!


Já és maior e totalmente emancipada minha criança (para mim vais ser sempre)!!!
Sabes... és das, senao "a" minha primeira memória...Fiquei tao feliz quando soube que vinhas a caminho! Pus logo a mao na barriga da mae!Fui eu que escolhi o teu nome! Lembro-me muito bem de te ter ido ver à Clínica com o meu vestido cinzento e branco e de o pai me ter agarrado pela barriga para eu te ver no berçario.Lembro-me também de pensar que nao eras o bebé que eu esperava. Eras branco demais, comprido demais,... tinhas imenso cabelo, todo branco, pestanas brancas,... e quando peguei em ti já no quarto conclui: "isto é mais frágil do que eu pensava.Nao vai dar para brincar com as bonecas!"...Ve-se na foto o meu sorriso amarelo muito pouco convencida!
Mas tu alteraste tudo...aprendi a andar por cima dos sofás e a nao por os pés no tapete porque eram areias movediças...vestia-te com o fato de palhaço do boneco e tu deixavas... construía cidades inteiras de Lego e tu pedias para destruir... Dormia por cima de ti na cama do beliche e tentava acordar-te quando nao conseguia dormir... O meu medo do escuro que sobrevive até hoje era curado com uma descida estratégica até à tua cama onde ficava a dormir embalada pelo teu cheiro bom de bebé! E quando mudámos para a outra casa e separaram os quartos eu corria na mesma para o teu e a cena repetia-se!

Foste sempre o que dava nas vistas, o dono das ideias, o barulhento, o irrequieto... o oposto de mim! Mas sabes... eu gosto de ter um irmao! Porque penso sempre que se todos desaparecerem, tu vais estar lá, sempre, todos os dias... e eu revejo o pai em ti e muitas vezes, o avo'zinho... e vejo que és meu cúmplice e eu tua e que me vou sempre rever e rever-nos em tantas e tantas coisas e é tao bom!
E eu gosto de ti... tanto... mesmo quando és rebelde, quando gritas e me desesperas, mesmo quando sei que fazes asneiras e te magoas, eu gosto de ti muito e tu sabes!!!

Parabéns Criança minha! =)

8.10.05

Houve um tempo

Houve um tempo em que o meu equilibrio dependia dos outros. Do tempo dos outros, da opiniao dos outros, do gosto dos outros.
Houve um tempo em que eu era em funçao de alguma coisa, de alguém...nunca de mim...

Hoje eu descobri que há um ritmo próprio, uma vontade própria. Que o caminho é sempre meu independentemente do tempo que me leva a percorre-lo. Que nao dependo do Mundo para ser eu e sim que que dependo de mim e só de mim... Que basta um objectivo para eu me conseguir mover, ir, fazer, tentar... Que nao tenho que conseguir sempre, mas que consigo... pode nao ser à 1ª, à 2ª ou à 11ª, mas que consigo!!

Houve um tempo em que achei que estava errada, em que achei que nao entendia, em que me doía... Agora sei que nao estou, que a única pessoa a quem devo justificaçoes é a mim própria porque sou eu que estabeleço metas e se nao as atinjo, a análise tem de ser minha...

Hoje acordei diferente, mas algum dia tinha de ser, nao é?

6.10.05

3

Foram uns bebés desejados. Foram tao desejados que vieram 3... Viveram os 3 dentro da barriga da mae durante 8 meses e alguns dias...
Tem agora 3 anos. Sao o Z., a J. e a M.. A M. e a J. sao iguais, mas o olhar é totalmente distinto. Pergunto-me muitas vezes como 3 seres concebidos ao mesmo tempo e dos mesmos pais, podem ser tao diferentes, mas sao...
A J. é o coraçao...é a mais sensível, a mais calma, a mais observadora. É a que vem para o meu colo mal eu chego, me dá abraços, beijinhos e me fala ao ouvido.
A M. é o motor dos 3, é a que faz, é a que diz, é a mais descontraída. É a primeira a abrir o meu saco quando eu chego e só quando já vai a meio da descoberta é que pergunta: "Posso?".
O Z. é o que dá as ideias, é o que poe os limites, mas é o mais bebé. É o menino no meio das manas e impoe o respeito. Aproveita o meu colo quando está vazio e enrosca-se. É sempre o 1º a apanhar uma das minhas maos livres para encaixar a dele.

Quando cheguei a J. estava a comer uma bolacha e a M. disse logo: "Eu já comi a minha. A J. é que demora sempre muito tempo"! O Z. estava a fazer uma birrinha porque dizia "O Z. ainda nao dormiu tudo!"... Mas foi só o principio...o principio do tempo com eles, os meus meninos!...

Depois custa-me sempre dizer "Tchau" quando vejo os olhinhos tristes porque a casa de Lego ficou por acabar, a história ficou a meio ou porque os dinossauros nao chegaram ao cimo da montanha... Nao gosto porque sao momentos nossos e eu sinto-me tao cheia quando estou com eles... Mas há sempre uma outra vez... e outra... e outra... e vao crescendo e eu também... :)

1.10.05

Hace un año!


Hace un año que me fue de equipage para el piso... Me acuerdo de haber salido de clases (la da Mercantil), de llegar al hostal y correr un taxi... Llena de malas, sacos y además cosas, he puesto por la primera vez la llave en la puerta.
Todas estaban en el piso... todas estaban preparando el comer y yo, timida y con el poco de castellano que tenia, intentaba entender que me decian... Virgi me gritava, Vero me mirava y Ruth hablando...
Me han invitado a comer macarrones y tomate... Virgi se fue a su casa ese dia, pero nosotras nos quedamos... Ruth hablando toda la tarde y Vero tirando una siesta..

Ahora... después deste tiempo... me parece una tonteria los silencios, lo rara que me sentia intentando hacerme entender... Ahora vosotras son una parte tan profunda de mi... Son mi XURRIS y os echo mucho y mucho de menos...

30.9.05

Foi ontem...



"Quisera roubar-te essas palavras e morrer
Trazer-te assim até ao fim do que eu puder
E começar um dia mais eternamente
Por te rever, só

Pudesse eu guardar-te nos sentidos e na voz
E descobrir o que será de nós
E demorar um dia mais eternamente
Por te rever, só

Quisera a ternura, calmaria azul do mar
O riso o amor o gosto a sal a sol do olhar
E um lugar pra me espraiar eternamente
Por te rever, só

Pudesse eu ser tempo a respirar no teu abraço
Adormecer e abandonar-me de cansaço
Quisera assim perder-me em mim eternamente
Por te rever, só"

Palavras para que? Só por esta valeu a pena!

27.9.05

A minha mae...

A minha mae tem olhos castanhos e cabelo castanho claro que ficou ondulado sem que ela quisesse...
A minha mae é pequena porque é baixa, mas é muito grande dentro...
A minha mae tem umas gargalhadas que todos sabem a quem pertencem...
A minha mae tem 8 braços... (tem de ter, porque senao como fazia tudo?)...
A minha mae tem sempre tempo para tudo, mesmo quando já nao tem...
A minha mae tem uma capacidade ENORME de dar aos outros, mesmo quando já todos acham que nao vale a pena... Para a minha mae, tudo vale a pena!
A minha mae é muito forte... às vezes cai um bocadinho, mas só de joelhos, porque se poe de pé muito rápido e quase sem ajuda...
A minha mae procura o lado positivo e as partes para rir de todas as coisas e encontra sempre, mesmo quando eu nao...
A minha mae fala comigo por pensamento quando me quer pedir coisas e eu faço sem saber que ela queria que eu as fizesse...
A minha Mae é a melhor de todas... Mas todas sao, nao é? E se um dia crescer eu queria ser pelo menos metade do que ela é... Já seria tao feliz...!
Parabéns Mama!!!

25.9.05

Porque há sempre coisas para sorrir..

Já depois das brincadeiras do costume chegou a hora do almoço que já vinha tarde. Arrumámos as coisas e comecei a aquecer a comida... :""Mae"! Posso comer só gelado??", claro que tive que lhe explicar que nao podia ser, porque primeiro tínhamos que comer as coisas boas e só no fim o açucar. Ouviu com muita atençao e com os olhos muito abertos.
Insiste logo de seguida: "E se eu chorar?"... "Também nao"!... "E se eu fizer birra?"..."Nao!"... " e se eu der pontapés?"..."Muito menos!"...

Calou-se e começou a caminhar em direcçao à mesa... Nisto vem um suspiro e a seguinte conclusao: "Entao nao me vou cansar!"... Claro que me apeteceu dar-lhe logo a caixa inteira de gelado! ;)

23.9.05

Ficas?

Apetecia me dizer te para ficares, mas não vais ficar… nunca ficas… ficas um bocadinho, ficamos um bocadinho um no outro, mas se te pedisse que ficasses não ficavas porque isso não existe, não te posso pedir o que não me podes dar… Dói sim, mas já estou habituada…

...Depois penso que não quero que fiques... não quero que fiques muito tempo. Acho que o tempo está parado, não passa nunca, nós é que vamos passando por ele...

19.9.05

Quero Gritar!!

Às vezes o vazio dá lugar ao desespero... às vezes a vontade de fugir faz fincar os pés no chao... É estranho quando nao há maneira de fazer as coisas bem porque as nossas maos nao podem mudar nada... é estranho sentir que tanto depende de nós e que o mais importante nao nos compete... e agora estou só exausta, a vontade de chorar nao me deixa faze-lo e vou andando ao que vier!

16.9.05

...Porque é que as pessoas nao dizem "Adeus" e vao embora de vez? Porque é que existem despedidas definitivas aos bocadinhos...? (suspiro...)

14.9.05

Without any doubt...


... the sweetest movie of the year... =)

B!

Ontem...Sim, porque foi ontem, ele ligou-me... Nao foi uma grande conversa, mas foi bom ouvi-lo! A voz está feliz em contraste com a minha... Nao... Por aqui está tudo igual.
Mas ele falava como se estivesse a pintar um quadro enquanto me contava tudo... Já se passou tanto tempo que já nem me lembrava daquelas gargalhadas dele e da forma como pergunta a cada momento: "Sabes como é que eu sou, nao sabes?"... e depois ríamos os dois... Entretanto contou-me tudo desde que foi embora...Falou-me das aulas de música e dos amigos, da viagem para N.Y. depois de Londres, de Roma, de Barcelona e de Madrid. Disse que finalmente tinha a cabeça organizada e que sabia o que queria, mas como é chato e para nao variar, nao falou de projectos futuros sem ser alguns concertos!
Nao nao comentou nada sobre a discussao antes de ir, mas comentou o meu sorriso quando o vi pela última vez... já mudou tanto o meu sorriso...!
Achas?? Alguma vez ele me contou alguma coisa sobre relaçoes amorosas ou "affairs" como ele mesmo diz? Algumas vou sabendo, mas outras ele nao conta... Exacto! Porque se contar eu tenho que contar também e nem ele nem eu queremos saber...

Mas sabes o melhor de tudo?? Foi o regresso ao passado, o regresso ao tempo da inocencia em que ir ter com ele a Cascais era a aventura de fugir das aulas e apanhar o comboio... a altura em que tudo era um drama e nem cinco minutos depois já estavamos bem outra vez... Sim... Tenho saudades de um amor assim... mas mais do que isso, tenho saudades tuas, já que faz ainda mais tempo que nao oiço as nossas gargalhadas, nao te conto tudo e nao vejo o teu sorriso...!!!!

9.9.05

Gato...



"Gato que brincas na rua
Como se fosse na cama,
Invejo a sorte que é tua
Porque nem sorte se chama.

Bom servo das leis fatais
Que regem pedras e gentes,
Que tens instintos gerais
E sentes só o que sentes.

És feliz porque és assim,
Todo o nada que és é teu.
Eu vejo-me e estou sem mim,
Conheço-me e nao sou eu."

(Fernando Pessoa)

7.9.05

Ontem ouvi-A!


Loucura

Sou do fado
Como sei
Vivo um poema cantado
De um fado que eu inventei
A falar
Nao posso dar-me
Mas ponho a alma a cantar
E as almas sabem escutar-me

Chorai,chorai
Poetas do meu país
Troncos da mesma raíz
Da vida que nos juntou
E se voces nao estivessem a meu lado
Entao nao havia fado
Nem fadistas como eu sou... =D

5.9.05

Tenho...

... saudades tuas... Sempre que as tenho tu nao estás... e hoje só queria colo, perder-me num abraço teu, nosso,... estou cansada e tu nao estás...

1.9.05

Cause it's time...


"To look life in the face; always to look life in the face, and to know it for what it is. At last, to know it, to love it, for what it is, and then; to put it away."

(Virginia Woolf)

28.8.05

20.8.05

16.8.05

Mulheres



"Sempre tive mais medo das mulheres do que dos homens, talvez pela mesma razao que me leva a gostar tanto delas: sao animais imprevisíveis."

(Pedro Paixao)

3.8.05

Hoje!

Destino: Costa Alentejana

Objectivos:
Dormir, praia, Sol, ler, ouvir MUITA e BOA música, rir muito, dar abraços, receber colo, ir ao Sudoeste!

Companhia:
Muita e Fantástica

Bagagem:
Um saco médio de viagem

Objectos essenciais:
Máquina fotográfica, livros, cd's, óculos escuros, bikini...

Vontade:
Toda

31.7.05

"É amanha dia um de Agosto..."



É amanha dia 1º de Agosto
E tudo em mim é um fogo posto
Sacola ás costas, cantante na mão
Enterro os pés no calor do chão
É tanto o sol pelo caminho
Que vendo um, não me sinto sózinho
Todos os anos, em praias diferentes
Se buscam corpos sedosos e quentes

Adoro ver a praia dourada
O estranho brilho da areia molhada
Mergulho verde nas ondas do mar
Procuro o fundo pra lhe tocar
Estendido ao sol, sem nada dizer
Sorriso aberto de puro prazer"

(Xutos)

20.7.05

aqui...

Que bom... Gosto de descoberta... gosto de nao ter passos que me indiquem o caminho... Gosto de estar, só estar,... Aqui..., amanha num outro sitio... Gosto... muito...

15.7.05

Casas em Triangulo!!!


Já alimentava este desejo há algum tempo...
Queria conhecer as casas em Triangulo e as flores que oiço falar desde sempre!

Já me apetecia ir ao areal para me perder...

Já me apetecia estar com quem me espera lá...

Hoje está aquela excitaçao de viagem que apetece... Está a confusao de nao ter nada feito, mas ter que vir dizer que vou... e agora, vou fazer a mala!!! =D

13.7.05

Road, path,...


This is the road we travel in... We don't remember when it has began... we can't see the end... But this is our way and it is for us to live... Posted by Hello

11.7.05

US3

Ontem fui ver estes Srs com mais duas Sras à Casa da Pesca.
Fizeram a abertura do Cool Jazz Festival... Nao sei falar de musica em termos técnicos, por isso vou falar do que senti e... Gostei... Muito! Dinamicos, som bom, as luzes fantásticas... vontade de pular e pular efectivamente... Nao conhecia. Fui porque me apetecia um concerto e a companhia e nao poderia ter sido melhor!!! Fiquei fa de US3! =)

10.7.05

Remeber???


Alguém se lembra da minha fase em que decorava os meus pratos assim??? Posted by Hello

8.7.05

Nao é o normal... Tu nao és o frágil, és e sempre foste o forte... Eu nao...
Em raras relaçoes minhas eu sou a frágil,mas contigo, desde o início assumiste o ser forte... eu contigo chorava e choro, tu tinhas sempre as soluçoes, as respostas, o "Oh miuda voa-voa, isso resolve-se"...
Só sentia/sabia que estavas mais em baixo quando me abraçavas por trás e encostavas a cabeça ao meu ombro, quando eu estava sentada e punhas a cabeça no meu colo para que te desse festinhas... e mesmo aí depois de um desabafo vinha sempre "Amanha já tá resolvido"...
Mas hoje foi a tua vez, e vai fundo esse vazio que sentes... e o meu por ti, por saber o que significava... Até te ver nao sosseguei. Mas depois vi o teu cabelo e corri para te alcançar no meio daquela gente toda.. pus-te a mao no ombro, viraste-te, os óculos seguros com o alfinete de ama e o teu sorriso igual... Um abraço dos nossos, forte e palavras em baixinho só a dizer que gosto de ti e que estou contigo e tu a confirmares-me tudo também... gostava de poder passar para mim parte dessa saudade que está dentro, mas nao posso...
Nao sei ser eu, contigo débil... nao sei ser frágil se tu também o estás... Mas hoje e sempre saberás resistir, seguir em frente, porque apesar do tombo há maos para te levantarem e eu nao me importo de ser a forte agora, se isso significar que voltarás a ser forte por ti e por mim, sim Pe? GMDT

7.7.05

Revolta...Outra vez...

Outra vez...















... Mas quando será que vamos parar de brincar com a vida dos outros???? Ou parar com a ideia de que somos deuses????

30.6.05

O tempo... sempre rápido demais...



Tento parar o tempo que aqui corre rápido demais... Descobri que nao voa só quando nos divertimos, mas também quando estamos a crescer...
Encontrei-me aqui comigo... Um encontro pelo qual esperei sem saber, sem saber o quanto precisava de me conhecer, de passar tempo com o meu "eu", de me "aturar" a cada dia... Crescemos mais quando estamos sozinhos, quando nao há forma de fugirmos de nós em abraços de quem está perto e de alguma forma tenta que nao te sintas mal... Aqui,...

Aprendi a sentir-me mal e a recuperar-me sozinha! A cair e a levantar-me de vez... sem maos estranhas, só com as minhas...
Aprendi que partilhar o espaço de casa com alguém que nao família é um exercicio engraçado de paciencia e tolerancia...
Aprendi que nao sao os sitios que fazem as pessoas e sim as pessoas que fazem os sitios...
Aprendi que o Fairy é efectivamente o detergente que poupa mais, que gastar 200 ou 300 Euros em sapatos e comer sopa de pacote no fim do mês nao é mau, que tomar banho em fontes é das melhores sensaçoes do mundo e que nao implica constipaçao a seguir...
Aprendi que o Mundo é um espaço muito grande para quem nao procura nada, mas que melhor que a dimensao do Mundo é o Mundo dentro de cada um...
Também aprendi que a distancia nao existe porque como diria Richard Bach"Se queres estar junto daqueles que amas, nao te parece que já lá estás?"...
Aprendi que se deixarmos de lado a nossa visao limitada recebemos muito mais do que damos...
Aprendi que se aceito os dias de Sol, também tenho que aceitar os de chuva e que se aceito e gosto dos sorrisos, tenho que aceitar e gostar das lágrimas (minhas e dos outros)...
Aprendi que nao sou tao má pessoa como pensava e que consigo o que quiser se me propuser a isso...
Aprendi que se nao pensar tanto nas coisas, a vida corre melhor... aprendi que em Erasmus se vive mesmo um dia de cada vez e que aproveitar tudo é condiçao indispensavel para viver...
Aprendi que nos podemos apaixonar todos os dias e por muitas pessoas e coisas diferentes...
Aprendi que...
AINDA BEM QUE FIZ ERASMUS!!!!!!!!
...
Acho que aprendi agora e só agora que às vezes é preciso dar primeiro o salto e construir as asas no caminho a descer...

28.6.05

Esta casi...


Vai chegar o dia em q vou largar assim os chinelos e vou correr para o mar... Já nao falta muito, só uns dias... é dos únicos estimulos que tenho para sair daqui... para largar a vida aqui... para me deixar aqui... Hoje está o vazio, ontem também esteve quando vi o meu quarto sem nada... quando o meu telemóvel tem na sua maior parte numeros de pessoas que já nao estao... Está um vazio dentro... un hueco que nao sei se vai encher... Já tenho saudades e ainda nem sequer parti...Posted by Hello

24.6.05

Agora...

... que as coisas estao a começar é que estao a acabar... a Justiça!!!!!!!!!

22.6.05

Dormir...pués...va a ser que no...

Descobri que o facto de nao dormirmos nos dá uma realidade totalmente diferente do mundo! O tempo parece que aumenta... o ontem foi há 3 semanas e a hora em que estou dura há umas tantas...

Sinto-me no filme do Donnie Darko... Sinto-me fora do que é real... Gosto de sentir-me diferente, mas a minha cabeça está mais lenta... demoro mais tempo a fazer tudo...
Mas as cores sao mais bonitas e nao oiço tudo... faço um filtro aos sons...

E hoje tive um presente e hoje vou ter uma despedida que me vai doer e depois vou ter um bolo de chocolate com gelado que o C. me vai fazer... e depois... e depois vou dormir... muito... o sono dos Justos... porque sinceramente o Mereço...

14.6.05

Eu acho que...

"Eu pensava que conhecia o significado do amor.
O amor é o sangue do sol dentro do sol. A inocência repetida mil vezes na vontade sincera de desejar que o céu compreenda. Levantam-se tempestades frágeis e delicadas na respiraçao vegetal do amor. Como uma planta a crescer da terra. O amor é a luz do sol a beber a voz doce dessa planta. Algo dentro de qualquer coisa profunda. O amor é o sentido de todas as palavras impossíveis. Atravessar o mundo inteiro de uma montanha. Correr pelas horas originais do mundo. O amor é a paz fresca e a combustao de um incêndio dentro, dentro, dentro, dentro dos dias. Em cada instante de manha, o céu a deslizar como um rio. À tarde, o sol como uma certeza. O amor é feito de claridade e da seiva das rochas. O amor é feito de mar, de ondas na distância do oceano e de areia eterna. O amor é feito de tantas coisas opostas e verdadeiras. Nascem lugares para o amor e, nesses jardins etéreos, a salvaçao é uma brisa que cai sobre o rosto suavemente"...

Eu acho que nunca pensei que conhecia, porque nao sei se dá para conhecer...

13.6.05

Será...

que te lembras de uma tarde com as portadas para o jardim abertas, a Rita Lee a cantar... tínhamos comido "areia" ao lanche e como de costume estavamos a sentir-nos bolas... a minha cabeça estava na almofada amarela, tinha os pés em cima da mesa e como de costume estava deitada no chao... os meus olhos estavam fechados...
Tu estavas ao lado, sentado, a tentar nao fazer barulhos com a barriga...
de repente veio um daqueles nossos ataques de riso que ninguém entende... rimos uns 10 minutos, eu com as lágrimas a cair e com uma dor de maxilares insuportável...
Quando parou, deitaste-te ao meu lado e foi entao que te perguntei: "Sabes porque é que a nossa amizade é tao boa?"...
-"Sei"!

E ali ficamos em silêncio...

=)

Tens sido indispensavel nestes dias... Obrigada pela amizade boa!

9.6.05

"A" Época... é agora nao é?

Ah... Já nao me lembrava... Esta é aquela época em que deixamos de existir, nao é? Aquela em que somos só papeis, resumos, livros e códigos... é aquela época em que andamos brancos como as paredes de cal e com olheiras entre o azul, o roxo e o verde... é aquela época em que se te perguntam como estás, só te apetece bater no infeliz que to perguntou...
Já nao me lembrava desta época em que as noites se reduzem a 3 horas e os dias nem sabes bem se mudam ou se sao os mesmos... é aquela época em que as tuas costas passam a existir porque normalmente ficam tao rígidas que os movimentos se limitam, o teu rabo fica quadrado e o teu estomago fica com um buraco da quantidade industrial de café que bebes!
Também é aquela época em que tudo o que ouves é suspiros, "aaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiii's", "Tou farto/a", "que desespero", "vou mas é pintar paredes",... É também aquela época em que nos deparamos (nas raras vezes em que pomos o pé fora da porta da rua) que há gente (normalmente da nossa idade) que tem uma cara apática e que anda aos "S"s...

Eu estou assim... eu estou nessa época... e odeio!!!!

3.6.05

Harta!

Estoy harta, cansada... Mi vida ahora se resume a un studio, una silla y un montón de papeles, resuménes y libros...
Mi ventana me da la luz del Sol y puedo sentir el calor que hace fuera... la gente por la calle hablando y reindo... Nosostras cerradas, postradas en horarios que nos quitan horas de sueño, risas e voluntad de hablar...

Deberia prohibirse esta falta de tiempo para hacermos ni que fuera un poquito, lo que nos gusta... Mis libros me miran, mis cds reclaman mi atención, pero me quedo en la silla pedindo perdón por no poder tocarles,sentirles,...

Alguién que me ayude????

2.6.05

Porque sim e só mesmo por isso...

Maça: Feel free to add!!!

Idiotas
Indecentes
Anormais
Sujos
Estupidos
Infantis
Inuteis
Limitados
Cretinos
Retrogados
Parvalhoes
Aldraboes
Capullos
Crueis
Esgoístas
Porcos
Intolerantes
Malvados
Horriveis
Feios
Teimosos
Burros
Despeitados
Mentirosos
Egocentricos
Traidores
Irresponsaveis
Parasitas
Orgulhosos
Individualistas
Ruins
Atrofiados
Viloes
C...
Filhos da...

1.6.05

Dia das Crianças


Dia das crianças!
Hoje é o dia dela, mas de todas as que brincam nas poças da chuva, fazem castelos na areia, desenhos em blocos com toda a espécie de cores... É o dia das que se sujam com gelado, doce de morango e dao beijinhos!
Hoje é o dia das que dao gargalhadas e das que jogam às escondidas em todos os lugares e que ouvem histórias e dançam felizes por existirem!

Mas é também um dia para nos lembrarmos que há muitas que choram em vez de rir, que se escondem de balas perdidas e que fogem sem terem para onde ir... é o dia das que nao têm abraços, nem beijinhos, nem histórias antes de dormir... é o dia das quem têm fome e sede e estao sozinhas...

É nestas situaçoes que me sinto impotente... Mas de qualquer das maneiras, é o dia delas e para mim este dia é Todos os dias!

28.5.05

Tribunal

"Originalmente tribunal era o lugar onde se sentavam, cerimonialmente, os chefes das três tribos primitivas que formaram o povo romano. Cada um desses chefes era chamado tribuno.
Permeando esses nomes Tribo,Tribuno e Tribunal, está a origem comum: o numero três (em latim tres)

Daí nasceram também as palavras tributo (originalmente o quinhao de cada tribo) e distribuir, atribuir, retribuir, essas últimas simples variaçoes do verbo latino Tribuere, cujo sentido primeiro foi "distribuir entre as tres tribos", e depois, por extensao de sentido, "dar", "repartir", etc."

É sempre útil saber estas coisas!!!! =)

27.5.05

Guida...Braga...Guida...Braga...

"Porque é que temos de ir embora?
Eu já sou tudo aqui!
Estou cheia como um balao
Mas quero ficar presa sem senao...

Abre asas deixa-te levar (voar)
E encontra o teu lugar aqui
Mil histórias escritas
Outras tantas foram ditas..."

Parabéns Guida e OBRIGADA por tantas histórias escritas, ditas, vividas num paraíso junto às Estrelas!

25.5.05

O Christian...

... tem cabelos despenteados meio ondulados, olhos cor de mel e um sorriso rasgado. Tem uns óculos de massa parecidos com os meus e os do Nick que eu entretanto perdi e a Pulga gostava muito. É bem mais alto que eu, tem as mãos grandes e também as mais coloridas que já vi!Isto porque está sempre a pintar ou a desenhar e algumas cores acho que já não vão sair nunca!

O Christian passou um ano a planear ir para Madrid fazer um curso de cenografia e dois meses antes de partir, o curso passou para Salamanca...o que ele queria era Madrid e decidiu que só ficaria uma semana para ver como era e por isso chegou só com uma mochila!
O Christian dá aulas de fotografia a crianças até aos 10 anos e não é estranho vê-lo pelas ruas com os seus kids de chapéus de papel pintados na cabeça de máquinas em punho.
O Christian faz coisas bonitas e panquecas e waffles de chocolate quando eu tou constipada, stressada ou tristinha... Tem fotografias, desenhos, quadros, posters por todo o lado...
O Christian tem um irmão com 10 anos que todas as semanas lhe envia jogos para a playstation apesar de ele já lhe ter dito que não tem... também tentou fazer uma instalação eléctrica em casa e o prédio inteiro ficou sem luz! Vive numa garagem que é mesmo uma garagem... para entrarmos em casa tem de abrir o portao inteiro...mas tem um andar que tem luz... umas janelas grandes...
O Christian tem um gato que se chama Christian porque precisa de dizer o nome dele em voz alta para saber que existe!
O Christian nao fala muito e quando lhe perguntei porquê respondeu-me: "Faz uma análise durante um dia e vê quantas das frases que dizes contribuem realmente para alguma coisa!"... realmente poucas...
Tornou-se o meu melhor amigo aqui exactamente por isso... Porque nao preciso de conversar para estar com ele...
O Christian é especial e por isso nao dá para descrever...

Erasmus é bom porque nos damos a oportunidade de conhecer pessoas interessantes, cheias de histórias, cheias de vontade de partilha... Eu gosto desta vida de Erasmus que tenho! =)

22.5.05

Porque será...

...Que estou viciada nesta música???

Caminando por la Vida
(Melendi)

Huele a aire de primavera
Tengo alergia en el corazón
Voy cantando por la carretera
De copiloto llevo el sol.

Y a mi no me hace falta estrella
Que me lleve hasta tu portal
Como ayer estaba borracho
Fui tirando migas de pan

Voy camiando por la vida, sin pausa, pero sin prisas
Procurando no hacer ruido, vestio con una sonrisa, sin complejo
Ni temores,
Canto rumbas de colores
Y el llorar no me hace daño siempre (y) cuando tu no llores

Y el milindri a mi me llaman
En el mundillo calé
Porque al coger mi guitarra
Ye me van solos los pies.

Y este año le pido al cielo ( ay vamonos)
La salud del anterior.
No necesito dinero,
Voy sobrao en el amor.

Voy camiando por la vida, sin pausa, pero sin prisas
Procurando no hacer ruido, vestio con una sonrisa, sin complejo
Ni temores
Canto rumbas de colores
Y el llorar no me hace daño siempre (y) cuando tu no llores ayy

Y no quiero amores, no correspondidos
No quiero guerras
No quiero amigos
Que no me quieran sin mis galones

No me tires flores
Ni falsas miradas de inexpresion
Que no dicen nada
Del corazón que me las propone

Porque voy camiando por la vida, sin pausa, pero sin prisas
Procurando no hacer ruido, vestio con una sonrisa, sin complejo
Ni temores
Canto rumbas de colores
Y el llorar no me hace daño siempre (y) cuando tu no llores ayy

21.5.05

J.J.


Este Sr. tá cá, eu também e não o estou a ver... Sniff... :( Posted by Hello

20.5.05


Hoje fui para a praia... Não é esta, mas é outra... também boa e com areia que dá para estender em cima! Dei o primeiro mergulho do ano... Dormi enrolada em mim e recuperei a minha Linha do Horizonte... Bom... tão bom...  Posted by Hello

18.5.05

Sporting!!!


Para o ano estaremos a rir assim.. Porque tudo conquistaremos!!! SPORTING!!!!!! SPORTING!!!!!! SPORTING!!!!!! Posted by Hello

17.5.05

Peter Pan!

Nao gosto de me lembrar de ti neste dia...lembro-me do vazio que ficou depois do telefonema de choro compulsivo da Fabi a dizer que tinhas ido embora... Nao gosto de me reencontrar a tremer a pensar que tinha que avisar o Peixe que estava longe e que ía viver tudo sozinha...No fim ficou a raiva que se sobrepos nessa altura ao vazio da perda simplesmente porque nao sabia e nao sei o porque!

Gosto de me lembrar de ti quando passavamos pela CGD depois das aulas a deixar "azedas"ou rebuçados no balcao, do teu olhar intrigado quando nos punhamos na fila com papeis de depósitos e do teu sorriso quando te apercebias que ías depositar beijinhos... Gosto de me lembrar de ti a passearmos por Sintra a comer queijadas e travesseiros e a ouvir Gathering... Gosto de pensar no "Pipers", nos hamburguers e nas coca-colas em canecas,... também nos carochas e na "One"... há tanto de ti na minha vida que nao vai desaparecer...
Mas hoje e especialmente hoje, quero falar-te das tuas meninas... das tuas Magníficas...

A Pequenina, aquela que voava com um baixo nas maos e que tinha colares de conchas e fazia scones, iniciou um voo muito alto... mais do que ela pensava alguma vez iniciar...Já nao é tao pequena assim porque cresceu muito por dentro... aquela personalidade concentrada dela está a ser definida, está a aprender a por limites e a viver mais devagar, pelo menos o que tem de ser vivido dessa forma... Mas continua a saltar para o meu pescoço, a fazer lanches e a dançar como dançava... continua com as gargalhadas típicas e a ser diferente... a originalidade dela é tudo!
A tua Fada está quase a acabar o curso que se impôs tirar... faz-lhe bem esta conquista, o ter conseguido... Também cresceu, aprendeu a ceder e principalmente a impôr-se, a marcar o seu tempo e as suas oportunidades...Está mais ela, mais bonita e mantêm aquela sensibilidade,aquela magia e a mesma vontade de estarmos juntas a todo o momento...
O teu Peixe continua com o sorriso mais Lindo do Mundo, está a trabalhar e quase quase independente... Também voou alto, caíu e levantou voo outra vez...Talvez tenha sido a que mais cresceu, a que mais forte se tornou...Luta a cada dia para entender-se e procura formas de se defender do que vai aparecendo...já nao a deita abaixo qualquer ilusao destruida, agora já diz mais vezes "paciencia" e nao tantas vezes "Porque?"... Continua a dar-se aos outros e a estar presente, dá os conselhos mais sábios e mantém o olhar mais doce...
A tua... Leta...eu... decidi também deixar crescer asas...parar de por entraves à vida e só ir...tenho gostado do que vou encontrando,vivendo, crescendo... já nao me importo que me oiçam cantar, apesar da falta de ritmo e de desafinar...já nao me importo que me vejam dançar... até já escrevo para que alguém me leia... Vês? Todas aquelas conversas no Cabo da Roca fizeram efeito... estou mais forte, a sério que sim... O meu sorriso também continua igual, com a diferença que agora existe para mais pessoas... continuo a ser "a mae" e serei sempre...

Onde quer que estejas, tenho a certeza que estarás orgulhoso das tuas meninas... das tuas Magníficas! E eu continuo a gostar sempre e tanto de ti...

16.5.05


"The Earth was made rounded so that we couldn´t see the end of the path..." Posted by Hello

11.5.05

Tenho uma vizinha...

...que cheira a pastilha elástica!!
Também tenho um vizinho exibicionista, mas isso agora nao interessa! Interessa que eu tenho uma vizinha que cheira a pastilha elástica... daquelas de morango que apetece engolir enquanto se mastiga!!!
É adolescente, tem cabelos encaracolados castanhos claros, é magra e pouco mais baixa que eu... Está sempre a sorrir!
Tem um cao branco de pelo espetado que passeia todos os dias de manha e ao fim da tarde!
Tem umas amigas que ficam sentadas nas escadas ou no degrau da entrada do prédio enquanto esperam por ela para irem passear... Deixa um cheiro a pastilha e a loja de doces sempre que passa pelo corredor ou desce de elevador... é a única altura em que subo de elevador,... quando sei que desceu! Brinca às escondidas com a sobrinha e prega-lhe sustos que a fazem rir às gargalhadas!
Também tem um namorado... é feio mas tem um sorriso bonito! Dá-lhe a mao quando a vê e encosta o nariz ao seu pescoço porque ela cheira a pastilha elástica de morango...

Eu gosto dela porque gosto muito de pastilhas e principalmente de morangos! =)

8.5.05

Fazer anos...os meus!


Gosto de fazer anos...Adoro fazer anos... Sempre foi o meu dia preferido do ano... Nunca pensei muito no porquê da torrente de alegria que me invade no meu dia, mas acho que é por causa das presenças... De todos...

Gosto... dos sorrisos, das gargalhadas, dos abraços... Gosto de quem está e de quem nao pode ir... Gosto das mensagens, dos telefonemas, das vozes e dos dedos... Gosto das histórias contadas, daqueles que estao sempre, desde sempre, daqueles que nao estao sempre mas que estao agora... Gosto daqueles que estao sempre mas que desta vez nao estao... Gosto dos que só começaram a estar agora! Adoro a minha toalha do POOH e os meus guardanapos do POOH, os meus baloes e o meu bolo... até das minhas velas estranhas!!!

Gosto dos piqueniques de pequeno-almoço na rocha que é mesa, da voz da Sara a dar-me os Parabéns ao mesmo tempo que eu lhos dou a ela, porque a minha prima nasceu quando eu fiz 10 anos, com uma diferença horária de 1h17m...

Gosto do pôr-do-sol no Guincho sem vento e do bom que é ter-vos comigo!
Mais do que o MEU dia, é o Nosso dia, porque sem vocês nao teria sentido! Por isso: OBRIGADA a todos e a cada um!!!!!

Posted by Hello

6.5.05

No comboio...

Regressava hoje a Lisboa e ao meu lado, entrados algures em Fátima estavam dois senhores dos seus 50/60 anos. O diálogo ía mais ou menos assim:

"Pois, isto dos jovens, agora não têm respeito por nada nem por ninguém! Eu até nem pedia um Mundo muito melhor do que este, porque já não é possível, mas gostava que ainda desse para os netos! Tenho um que vai fazer 3 aninhos agora dia 10 se Deus permitir!"

"Eu tenho dois e também lhe digo colega, (Porquê colega??? Andaram na escola ou num curso juntos?), que isto da juventude, são uns selvagens e ainda por cima não lhes podemos dizer nada porque não aceitam que a gente lhes diga nada!"

"Eu bem queria que isto melhorasse de alguma forma... que isto tudo deixasse de ser tão violento... (e AGORA REMATA) mas sinceramente, acho que isto só lá vai com muita PORRADA!!!!"

(Gargalhada minha logo transformada em tosse!!! Salvem/nos!!)

5.5.05

Tratamentos cá por casa

Tratamentos geral:

Verónica: Pitufas
Ruth: Nenas
Virgínia: Guapisimas

Tratamentos em particular a mim:

Verónica: Quibi (long story relacionada com o facto do Inglês para elas ser uma língua morta)
Ruth: Yoa (porque simplesmente o "J"com o som que lhe conhecemos nao existe e o meu nome fica uma coisa muito estranha)
Virgínia: Cari(ño) (porque ela é meiguinha)

Bom acrescentar mais nomes e alcunhas à minha já tao enorme lista! =D

4.5.05

Hihihihihihi

Piadas de ontem...

"Dizem que em 2002 uma barra de pao valia menos que hoje em 2005... Nao me estranha nada! Em 2002 o Zapatero nao valia nada e hoje é Presidente!" =D (Com aquele sorriso de Mr Bean!!!)

Discurso de César Blanco (Secretario de Organización del PSOE) sobre os engarrafamentos em Madrid neste fim-de-semana prolongado: "Um engarrafamento dá-se quando há muitas pessoas a saírem de uma mesma cidade e que vao numa mesma direcçao"!!!! (Este devia ir para a "Rua Sésamo"... "Quando nao há gente, nao há engarrafamento, quando há..."!!!!) DAAAAAAAHHHHHH!!!!!

29.4.05

Noites...

As noites aqui sao imprevisiveis...
Nao sao aquela parte que vem depois do dia, simplesmente porque aqui o dia tem aulas e a noite tem o que vier...

Deitei-me cedo... queria dormir... mesmo... o corpo pedia-me que o deitasse e fazia birra se pensava "Só mais um bocadinho que tenho que comer"; "Só mais um bocadinho para dar um recado à Verónica"... os olhos já choravam e os movimentos começaram a nao se fazer... sentir deitar-me, ir... Recusei todas as tentativas para saídas ontem...até que pela enésima vez tocou o tm! Confesso que o atendi irritada: "¿Sí?! Ya te habia..." e vieram as gargalhadas... as tuas que a consegui arrancar-te à custa de caretas e de figuras um tanto estranhas!!!
O meu cansaço foi procurar outra vítima!
Claro que desci num instante... a noite Linda, quente até... estavamos todos como tantas e tantas vezes estivemos! Descemos para o rio porque é aí, era e foi aí sempre tudo... O Tormes e a sua paz! Os pacotes de vinho e a bela da Coca-Cola, as batatas fritas e as cervejas... Nós... o hábito já tao hábito que interrompemos uns meses...

Só nessa altura me permiti reviver, estar,... sentei-me ao teu lado e descansei no teu abraço... nessa altura veio um "Sorry..." e veio um "Shiuuuu!" porque nao interessa o que nao se vive aqui, só Salamanca interessa, só aqui há história comum...
Já quase de manha fomos a tua casa, todos... a uma casa tua que já nao é tua... e depois fomos à minha que é minha...

Fiquei na Faculdade, na nossa que agora é só minha... Despedi-me de ti como da última vez que afinal, nao foi a última...

Já deves estar quase em casa, na tua que sempre foi tua... Eu estou cheia... de tudo o que é bom, de tudo o que completa... da minha história aqui que é a nossa...

Boas estas noites que aqui nao sao noites e sim dias inteiros que ficam porque sao vividos assim mesmo... por inteiro!

27.4.05

Forgiven

Can you really forgive if you can't forget?

"i will wait like nothing
i have ever waited for
i will catch your tears from falling
until from my hands they pour
you can leave me here abandoned
i'll be here if you walk back in
like the rest i have been branded
far beneath the skin

you shall be forgiven

here i have been standing
but the time has come and gone
i try singing to you but you
turn my words to stone
here i have been waiting
it seems for quite a while
changed are my reflections
but inside still just a child

you shall be forgiven

these eyes weren't made for crying
this love wasn't made to waste
these arms were made for battle
but to share in your embrace

you shall be forgiven"
(Ben Harper)

20.4.05

Tantas vezes

Tantas vezes luto para deixar tudo em branco... Para apagar tudo o que vem dentro, destruir o que me dói, o que continua a doer... Muitas vezes consigo, outras nem por isso... queria fugir para o meu Mundo, para mim, para o que sou... Não consigo porque insistem em prender-me... Tenho saudades do nunca, tenho saudades tuas e quase nao existes... Essa é a maior ironia...

18.4.05

Cinzento...

Hoje o dia amanheceu assim... sem cor... nem sei sequer se amanheceu... Também me deixo envolver pela ausência desta luz... ou pela que é débil...
Queria de alguma forma ser nuvem e conseguir subir bem alto até ver o Sol... Queria afastar esta sensaçao de vazio que me invade nestes dias cinzentos ou sem luz...
Mas hoje vem um bocadinho de Sol... vem cor e calor... vem de Madrid e já o sinto a chegar apesar de ainda nao ter saído...

Hoje há chá e chocolate quente e espesso no teu café preferido... é teu porque o meu é outro, mas faço-te a vontade...Hoje há conversas em atraso que vao ficar em ponto...hoje há gargalhadas que pelo telefone ficam incompletas...Hoje há música que se faz urgente ouvir...Hoje há colo só porque sim... Hoje há o Bu e a Bu! =)

15.4.05

Ao meu sonho...

Como qualquer história também esta deve ser começada pelo início... esta principalmente que nao é só minha,que é tua também...

Começou com palavras, as tuas, depois as minhas,...devagarinho...como se o meu ou o teu espaço nao pudesse ser invadido! Isso aumentou a curiosidade pela pessoa que serias... o "como seria?"... as conversas prolongavam-se até de madrugada...madrugadas cheias do que eu tinha dentro sem coragem de pôr para fora...foste lentamente sem eu própria me dar conta buscar o melhor de mim, o que há mais dentro do meu dentro e a que tao pouca gente tem acesso...
Queria mais desse contacto e isso passou a que este fosse "horário"... nao havia hora sem uma palavra tua,sem uma imagem tua que fosse criada , vivida infinitamente na minha cabeça... Estavamos perto...tao perto...e o pânico do sonho se tornar real assustava-me/nos...
Depois veio um comboio em Sta Apolónia às 16:01...Pensei que ao entrar naquele comboio sairía de ti...Nao sabia se queria que assim fosse ou simplesmente porque seria mais fácil...Nao precisei de pensar nisso porque nao me deixaste fugir...
Agarraste-me com tanta força que apesar dos 460Km que se impuseram, a tua presença era mais forte , mais física do que quando os Km eram ínfimos...
Este agarrar que me impuseste e que nao controlei encostou-me mais a ti... queria os teus braços, o teu beijo e o teu riso... queria perder-me nas tuas palavras... a paciência que me pedias esgotava-se a cada quadro que insistia em pintar...

"...Preciso de te ver..."... Respondi "Eu também..."... Depois veio o silêncio, o medo da minha invasao ao teu espaço..Umas horas mais tarde, 460Km percorridos e a tua voz...Estavas aqui e eu nao sabia o que fazer!
A catedral lá estava e tu nos degraus... a minha cabeça descansou no teu ombro... Finalmente estava certo, completo... Levei-te pela mao por esta cidade que já é tao minha..Perdemo-nos nas ruas a meia luz com os meus dedos entrelaçados nos teus...com copos de vinho e a forma como me olhavas parecendo decorar cada gesto e cada expressao minha...procuramos o rio para que fossemos só nós e aí fiquei mergulhada no teu abraço e perdida nas tuas palavras...
Acordei já em casa contigo...nessa altura decidi eu decorar-te... o tempo passava rápido demais e tinha que te gravar em mim...
Um dia foi pouco tempo... uma semana também o teria sido...

Agora parece que o real passou a sonho...Parece que nao existiu e que foi mais um dos filmes que criei e que vivi intensamente...se nao fosse pela garrafa de vinho em cima da minha mesa e o copo que ficou onde o deixei...se nao fossem as tuas palavras a cada dia e o teu cheiro na minha cama,...

Esta é a minha parte da história...o seu/meu início pelo menos...

14.4.05

Pressa...

Nao tenho pressa nenhuma... tenho pouco tempo, mas continuo sem pressa... nao tenho que chegar a lado nenhum... e só assim consigo viver o que vivo... só assim consigo dar o que dou...

13.4.05

À minha Mikas!

Salamanca 13 de Abril de 2005

Querida Mikas!

Hoje quero dar-te os Parabéns apesar de saber o pouco que significa este dia para ti...
Gostava que entendesses que o dia em que fazemos anos é o dia perfeito para sermos felicitados, auto-críticos,... é um dia de reflexao, de nos entregarmos aos outros porque se estao presentes é porque se lembraram, é porque sao amigos...

Eu estou presente apesar da distância, apesar da vida dar as cambalhotas que dá e de tantas e tantas vezes sentirmos de forma tao absoluta o silencio uma da outra!
Admiro a tua luta... as tuas inseguranças provam que existes e se te analisares, verás quantas ultrapassaste e quantas estao a ponto de o serem... Ninguém disse que viver é fácil, simples,... mas nós nao gostamos das coisas simples, pois nao? (Aliás... somos peritas em criar obstáculos para tudo o que acontece, n é? ;))

Gosto de ti e hoje o meu pensamento é teu... Ficam beijinhos e o nosso banco à espera que nos sentemos...

Ficam abraços... os nossos... os melhores!!!!

11.4.05

Tempo ou falta dele...

Queria ter tempo para escever...
Queria ter tempo para pôr em palavras o que tenho dentro, o que me ocupa e me enche...
Queria ter tempo para contar um história minha... um sonho...
Queria poder parar o tempo para ter tempo...

10.4.05

Pipoca!

Que bom ver-te crescer... já és tao mais forte...
Que bom estar e sentir-me presente em todas as partes da tua vida...

Este é o ano da distância Poca... mas ficou provado que é só física! Que estamos juntas a cada passo deste nosso caminho!
Hoje é um dia de recomeçar... de dar um passo novo, de mudar o que nao se gosta... Hoje és tu... e eu contigo!

Parabéns pelo SER HUMANO que és... pelas construçoes que fazes do que é certo...do que é errado... Parabéns pela tua luta porque te queres melhor (o que é complicado! ;))
Obrigada pelo teu Abrigo... pelo nosso... sempre construído entre lágrimas e gargalhadas...entre abraços e graos de areia...

Que seja BOM, Mágico, Cheio de cor como as tuas/nossas meias, que seja com a presença da Sra Lua!...

Gosto tanto, tanto, tanto de ti!!!!

6.4.05

Precisam-se Massagens!

A sério... vou acumulando a tensao e o cansaço no pescoço e nos ombros e passado uns dias nao me mexo... Nao peço as maos milagrosas da minha mae ou da Té, mas queria algo mais do que as minhas "gaijas" cá de casa me dao...

Sao engraçadinhas elas... a Verónica tem tanto medo de me magoar que me dá festinhas... a Virginia é tao distraída que se esquece e começa a fazer outras coisas... a Ruth é como o meu irmao: espeta-me os dedos todos e faz-me mais cócegas que massagens...

AAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII tou a desesperar! Alguém sabe o que fazer? Uma mistela qualquer, um truque?? Só me apetece arrancar as costas!!!

=/

4.4.05

Ir...

Falta pouco!
Faltam umas horas!
Acabo de arrumar as últimas coisas na mala ao som do "Norte"...
Ontem deu aquele aperto antes de dormir do "ai... queria ficar mais um dia"... mas hoje quando acordei já veio a vontade, já preciso de ir, de estar,...

Agora é quase o fim de um ano lectivo que não senti passar... vem a parte de estudo intenso e últimos trabalhos o que me impedirá de pensar que estou quase a voltar...

Mas hoje vou... volto... às catedrais...

2.4.05

Parabéns para a Mary!

Parabéns à minha Mana mais pequena... à Mana diferente, à Mana do Coração... à Mana da Alma!

Karol Wojtyla

"Sua Santidade o Papa João Paulo II partiu hoje para a Casa do Pai"...

...Estranho perder a única figura na qual acreditava em toda a Igreja... Acreditava pela Força, porque ele sabia que era necessário mudar, unificar religiões,... acreditava porque ele acreditava que todos eram um e que o Mundo teria que assumir de uma vez por todas a Paz como objectivo...Acreditava porque se decidiu a pedir perdão por todos os erros cometidos antes dele pela Instituição que representava...
Hoje aqui em casa deu-se um jantar para o Markus.. padre holandês amigo da minha mãe há muitos anos..Quando soubemos da partida do Papa o Markus fechou os olhos e respirou fundo... depois olhou-nos, fez um sorriso e falou como se se tratasse de um amigo, apesar de poucas vezes ter tido o previlégio de estar na sua presença! Contou que uma vez numa visita do Papa à Holanda este se lhe dirigiu e lhe perguntou como se sentia... o Markus disse-lhe: "Inseguro sobre o caminho escolhido!"... ao que Karol Wojtyla respondeu com um sorriso e de mãos dadas com ele: "Meu filho.. Achas tu que eu não tenho dúvidas?"...

Por aqui me fico... mais não importa...

Envio um pensamento, um beijo, uma oração... já para o Céu!

Reencontrar parte de mim

Gosto de reencontros!
Gosto de me reencontrar nas pessoas que um dia fizeram de mim um bocadinho do que sou hoje!
Hoje foi como sempre foi e sem a sensação de terem passado 7 anos... a correria foi a mesma, o atelier limitou-se a subir umas ruas e a casa só mudou para o outro lado da cidade...

O perfume é o mesmo, o olhar é o mesmo também... as conversas e a forma como as atropelamos não mudou e pelo que percebi não vai mudar nunca...

Gostei e gosto de sentir chão firme nas pessoas que não se perdem... Na minha amiga Grande, tão grande que não dá para explicar... gosto da vida... "Odiaria ser marido de uma mulher sem vivência"... e é isso que passa a cada dia... vivência, Vida,... sempre que penso numa Grande mulher é na Bé... a Bé que fazia torradas especiais, me levava pela mão a conhecer a parte de Lisboa que hoje é a parte boa, me levava a "montar desfiles"...

Este post hoje não vai fazer sentido para ninguém, a não ser para mim... mas não me interessa nada! O meu dia foi bom porque houve um reencontro do que fui com o que sou pelas mãos de uma amiga e isso é o melhor de tudo!

28.3.05

Em CHEIO!

Em cheio estes dias... em cheio porque completaram, porque precisava de cada bocadinho do que foram!
Foi a minha Mikas e a sua presença sempre tão sua na minha vida mas que a distância insiste em apagar-nos os pormenores... Foi a massa tão massa, as fotos e as conversas separadas pelo candeeiro!
Logo depois veio o Jorge ("Qual Jorge?") o Palma... com ele trouxe um livro... "Na Terra dos Sonhos",... veio o mundo dele, porque só ele tem esse mundo! É daqueles génios bons de se conhecer, porque ao contrário dos demais, este é como nós comuns mortais... o que tem de baixo tem de alto, as realidades que descreve são perceptíveis, palpáveis,... as músicas do Jorge não são dele (como diria Mourão Ferreira), são nossas... ocupamo-las todas se nos deixarmos envolver por elas...

Depois veio a Gare do Oriente, e as princesas que encheram o meu dia... a Cisca e a boneca Amanda que insisti em vestir para a neve... é tão bom este "lado quente da saudade"...
Encheu a Vera e a correria que sempre existe quando estamos juntas de nos atropelarmos com conversas, comentários,... a Mafaldinha que já não via há pelo menos 2 anos... a sobrinha da Mafaldinha que esteve ao meu colo e andava de comboio connosco de mão dada para não se perder e que agora está a entrar na adolescência...

Ontem foi estrada... e uma longa estrada nacional... Veio o ensaio de som, o jantar, e finalmente o concerto... saudades de uma sala... cheia... participativa... saudades daquele fechar os olhos e deixar ir... saudades dos que estavam espalhados por ali e dos que simplesmente não estavam...

Hoje é Páscoa... e eu não gosto de amêndoas... =P

23.3.05

Sapos

Hoje estive a ler a história do "Principe Sapo"... tinha uns olhos abertos e uma boca semi-aberta encostados ao meu ombro... Enquanto fazia as vozes dos personagens a expressão ía alterando do sorriso para a preocupação... "porque é que ela não lhe dá um beijinho? O sapo é bom para ela..."...

Chega o tão esperado beijo e acaba-se a história, porque tem mesmo de ser assim... as princesas ficam com os principes e "Prontos"!... Já depois do livro estar fechado e na estante, dos marcadores estarem destapados e o bloco de papel cavalinho A3 estar no chão da sala cheio de princesas e sapos desenhados, veio a inevitável pergunta do meu ser pequenino com o gancho a cair do cabelo: "Mãe! E se o meu pai for um sapo?"... Apeteceu-me responder-lhe: "E se todos nós formos sapos?"...

17.3.05

Botellón!

Ao invés das nossas famosas praxes que só afectam os desgraçados dos caloiros, aqui em Salamanca e um bocadinho por toda a España, a tradiçao é a do Botellón!
Cada Faculdade tem um dia por ano (Claro que Direito tem de ser diferente e tem uma semana inteira) em que festeja o seu dia... sejam caloiros ou nao, todos levam uns dizeres na testa ou nos braços e vao para as Salas Bajas-descampado desportivo- com o que mais gostam de beber e aí ficam até aguentarem ou lhes apetecer! Depois disso come-se qualquer coisa e vai-se para os bares e as discotecas que abrem as suas portas às 16h!

É conveniente dizer que esta festa se inicia por volta das 11h da manha e que normalmente estamos todos bebedos por volta das 13h o que dificulta muito as coisas quando temos que andar 15 a 20m para chegar ao centro...

Passou-se em Dezembro que a Festa de Ciencias deixou as Salas Bajas num asco e por isso os botellones ficaram proibidos!
Ontem era suposto ser a festa de Empresariais (meio gestao, meio economia) e estes decidiram ir contra a proibiçao e fazer na mesma o SEU botellón!
Aqui a amiga, solidária com estas causas perdidas e também claro com a sua parte de vinho que estava dentro dos sacos, decidiu acompanhar os rebeldes com causa e depois de termos percorrido toda a cidade em busca de um sítio de onde nao fossemos corridos pela polícia, acabou/mos na esquadra! Lá nos fizeram o numero de condescendentes com os desgraçados dos estudantes que coitadinhos nao podem festejar e mandaram-nos embora!...

Nao sei bem porque partilho isto,... mas achei assim... Diferente!!=)

14.3.05

Sempre que...

Sempre que penso em ti avanças em desordem no ar... a minha memória tem pressa de te alcançar, o sangue tem pressa em correr... mas quando estou mesmo a chegar entro em pânico!
Muitas vezes desapareces dentro do dentro da minha respiraçao... uma dança em solidao...
Sempre que penso em ti peço uma ressureiçao do tempo, dos dias... peço uma volta... uma tentativa...

7.3.05

Bu!!!

Nesses tempos andava envolvida por umas brumas... o meu sorriso tinha-o perdido algures ou alguém se tinha encarregue de o levar... Também nao importava!
Acho que te impuseste a missao de resgatar-me as gargalhadas que insistias em dizer que estava aí, pronta a ser encontrada... Sem o saberes devolveste-me a confiança no outro... foram anos de uma entrega só tua... Nao dei nada de mim durante esses anos! Aprendi a andar outra vez, um passo de cada vez, um pé em frente do outro... Como qualque bebé caí e fiz nódoas (umas mais negras que outras)... mas foram os teus braços a melhor protecçao que poderia ter em volta do meu corpo... foram como um escudo que absorvia as pedras e as devolvia em borboletas... Contigo nasci eu com cores... A Leta!
Bu! Hoje és tu contigo! É o teu dia!
Parabéns por seres como és, o que és... Parabéns pela força e pela coragem neste ano em que fui eu que tive que resgatar o teu sorriso (já era tempo de dar alguma coisa!)!
Parabéns por um caminho tao bem traçado e pela rectidao da tua conduta!
Obrigada meu amor por me deixares ser parte da tua vida, dos teus braços, dos teus olhos! Obrigada por me amares como sei que amas!
Obrigada sempre a ti meu amor de algum dia!!!

4.3.05

O erro

"O maior erro é um erro antigo: a perseguiçao da beleza. É surpreendente a dificuldade em compreender que a beleza nao pode ser tomada como um objectivo, que ela é sempre o produto secundário de outras, muitas vezes reles actividades."

Joseph Brodsky

1.3.05

Gémeas

Devíamos ter uns 10 anos... As duas com a mesma cor de cabelo, aparelho nos dentes e a mesma altura... os olhos quase com o mesmo formato e a cor idêntica. A famosa e típica fita na cabeça...
Chamavam-nos as "Gémeas"... Confundiam-nos professores, amigos e os convites para as festas apareciam endereçados sempre como: "Vera Gémea"; "Joana Gémea"...

Ainda hoje passamos por irmas... por filhas da mesma mae, o que nao é difícil porque a minha mae refere-se a ti sempre como a sua outra filha!... Crescemos juntas... Partilhámos quase tudo da vida uma da outra: alegrias, desilusoes, quedas,conquistas... aturaste-me de todas as maneiras, defendeste-me tanto também... Foram férias juntas, acampamentos com "paisagens" que na altura nos tiravam a respiraçao e agora só nos dá vontade de rir, festas, noitadas de directas em trocas de quartos, Cabo Verde, Brasil com a magia inerente ao que recebemos aí, sao os abraços dados e os sorrisos rasgados porque a cumplicidade é tao ENORME...
14 anos sao uma vida Amiga! Às vezes mais perto do que outras, mas sempre, sempre lá...
Nao te consigo explicar e pôr em palavras tudo o que és em mim, o que somos na vida uma da outra... o olhar para trás e nao haver momento em que nao estejas talvez seja o suficiente para que entendas que sei que existo porque tenho memórias contigo... que sempre foste melhor pessoa que eu e que por algum motivo isso nunca me importou, porque (e já te disse isto mais do que uma vez) tenho um orgulho desmesurado em ti e no que és! No que vives e Principalmente como vives!
Sem o saberes és muitas vezes um padrao da minha conduta e isso é maravilhoso...
As palavras nao chegam para se dizer o quanto se gosta de alguém, mas melhor que ninguém sabes que estamos unidas... temos uma Amizade e tudo o que isso implica... Temos um caminho juntas, a estrada é a mesma e Bolas! Ainda bem que estás nela!

Hoje é o TEU dia... sao anos a celebrar-lo e se hoje houvesse um discurso, bolo e amigos, comigo aí, seria o que diria... Que o amor que sinto por ti é Enorme e Obrigada por todos os dias em que me dás o privilégio de estar contigo!

Gosto tanto, tanto de ti!!!

24.2.05

Olha! Nevou!!!!

Mae!!!!!!!!!!
Oh MAAAAAAAAAEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!

NEVOU!!!!!

Já tive direito a guerras de bolas de neve, a ver gente a cair e a deslizar nos canteiros só com um cartao (um ski muito rústico!)

Hehehehehehe

Nevou!!!!

23.2.05

"Wallpaper"

"It's coming back so fast, that I should fake this alone. You kept me back so unthinking, that I should fake this alone. Because your breath is still in me and you shape is still around and this shallow light wont let me go, no... because even if you break my heart and even if you make things wrong, you will always be the one, you will always be my love. I will fight against those walls I will love against those walls, I will dream against those walls, I can lie against those walls, or even try to break those walls, I try to fly upon those walls, I can bring light to your wall again and again those walls, I will sleep against those walls, I'll bet my life to sing my songs..."

(The Gift- "AM FM")

21.2.05

Legislativas 2005

Vim de Salamanca votar porque sempre considerei importante participar até para depois ter legitimidade para criticar!
Normalmente sou a favor da mudança, penso que novas pessoas trazem novas ideias e que novas ideias no estado em que estão as coisas, são talvez a solução de que precisamos... mas hoje tenho medo! Não sei se teria o mesmo medo se tivesse ganho o PSD e se o PP não tivesse tido um resultado tão mau, mas também não interessa...
O que a mim me interessa é dizer que perdi e perco a cada dia (infelizmente) a confiança nos órgãos governamentais. Que já me começa a ser igual quem ganha porque para mim já é tudo a mesma coisa... se eu tivesse 50/60 anos talvez fosse normal, mas com 23 não acho que seja!
Tenho medo das perdas de capital para o estrageiro, das dívidas que vão provavelmente aumentar, das alterações sem pés nem cabeça, das reformas saídas do nada, da resolução dos problemas com soluções "só para tapar buraco" porque o problema de fundo lá continua,...

Gosto de política mas não sei discuti-la e é exactamente por isso que este post não é uma análise aos resultados e sim um desabafo...
O que está eleito, eleito está, mas o medo cá permanece... e ESPERO tanto estar enganada!

19.2.05

As 4 Magníficas!!!


"Estao prontas?"; "Mary tens os meus ganchos?"; "Bora tomar um café? Preciso de um!"... Lembro-me de subir os degraus do camarim atrás de vocês com a confusao das vozes, das cantorias e das gargalhadas de fundo!
Lembro-me de atravessar descalça o palco de tábuas de madeira clara, que já tinha entranhado dentro os sons da bateria do André, da guitarra do Daniel, do violino do André e do baixo da Maria... o palco que tinha forças para sustentar as corridas, os saltos, as gargalhadas, as lágrimas,... que entre ensaios e actuações aí íam ficando... o palco que foi escola, sala, páteo, circo, igreja, cama, praia, discoteca,... o palco que tinha panos brancos e velas... o palco que nos tinha a nós em cada particula...
Saímos pela porta do lado e o Mário com aquele sorriso que inunda meio mundo disse: "Vão ao café viciadas?". Limitámo-nos a rir e o Pedro nessa altura piscou o olho e disse: "Até já Magníficas!"!... Foi a primeira vez que nos chamou isso a todas, como conjunto...
"O Lelo" que entre banda carinhosamente chamavam "The Lille" tinha mesas e cadeiras verdes e foi aí que nos sentamos as 4.
Ainda hoje não sei porque é que fomos as 4... De dez miúdas que ali andavamos aos pulos, as combinações poderíam ter sido tantas... Acho que o Peter Pan encontrou uma Sininho que lhe saltava para o colo, encontrou um Anjo que voava quando tocava baixo, encontrou o sorriso mais lindo do mundo num Peixinho e uns abraços de cores numa Borboleta...
Foi assim que me vi na mesa do café a comer um "rol", com a Fabi à minha frente a beber um café que ao lado tinha a Mary que partilhava com a Malaika que estava em frente um "manga/laraja"...
Foi aí que veio um juramento, uma promessa, uma certeza,... Veio da alma... a certeza de uma amizade eterna, de companheirismo, de presença, de crescimento mútuo...
Não juro sobre nada nem sobre ninguém, mas por alguma razão misteriosa, jurei do mais fundo do meu ser que SIM, que seria para sempre a partilha, o estar/mos...
Quando regrassamos ao teatro para a actuação da noite, fomos mais cheias, mais plenas... o meu papel era o da irmã que tinha como maior medo perder as outras... Em relaçao às três tornou-se o mais sincero possível, porque a partir daí foi como se parte de mim tivesse passado para cada uma delas e apercebi-me que parte delas estava em mim...
Talvez seja por isso que é tudo tao certo quando estamos as 4... é porque fica completo!!!

Faz hoje seis anos... 6 anos de amizade, talvez os mais cheios e de certeza os melhores da minha vida!

Cresci, caí, ri, chorei, mas o mais de tudo é que aprendi a viver...
Vieram os lanches, os scones em forma de estrela, os crepes de chocolate com gelado...
Vieram os cadernos escritos em comum, as cartas, os bilhetes, as flores,...
Veio o Alentejo, vieram os namorados, os ex, os affairs, as aventuras,...
Vieram os acampamentos em casa umas das outras...
Chegaram os projectos, as vitórias, os fracassos, as tentativas...
Alcançaram-nos as gargalhadas, os abraços, os beijinhos, as cumplicidades de lágrimas e segredos caídas e contados como se fossem pensamentos nossos em alto... Somos tão parte umas das outras...

Cada dia 19 de cada mês ao longo destes 6 anos é um marco, é uma prova de resistência ao que a vida vai escrevendo em nós...

Criamos entre as 4 um mundo, uma música, um cenário,... temos um espaço nosso onde ninguém pode entrar porque não fala a nossa língua...

Agradeço todos os dias a magia de vos ter na minha vida e do que nela vão pintando e construíndo!!!!
Estamos de Parabéns!
Parabéns às 4 Magníficas!
Parabéns às Irmãs da minha Alma!!!!

P.S.: Como diria a Fabi: "Amo-vos! (É lamechas mas paciência)"!!! =D
Posted by Hello